Documentos apreendidos na Penitenciaria da fronteira evidenciam expanção do PCC nos presidios do Paraguay
Fecha: 25-06-2019 16:45:03 | Visitas: 558
Operação de busca e apreensão na Penitenciária Regional da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero aponta que a facção criminoso brasileira PCC (Primeiro Comando da Capital) se encontrava preparando uma guerra pelo poder nos presídios e desenvolvendo projeto de expansão no Paraguai.

Durante a operação realizada na última sexta feira (21) por volta das 06:30hs, foram apreendidas várias armas artesanais e documentos que foram classificados como o “caderno do massacre” onde as autoridades paraguaias em Pedro Juan Caballero, manifestaram que as execuções ocorridas nos centros prisionais de Tacambu na capital do Paraguai e no presídio de San Pedro estavam preparadas a meses pelos integrantes do PCC contra o Clã Rotela que domina o tráfico de drogas no interior dos presídios no Paraguai, onde segundo as autoridades, o PCC teria agrupado seus novos soldados e líderes com a finalidade de tomar o poder dentro dos presídios do país, ainda segundo as autoridades paraguaias, isto só seria possível com a execução dos integrantes do Clã Rotela, os documentos apreendidos indicam que o PCC se preparava para a guerra dentro dos presídios com compra de armas, facas e armas artesanais e posteriormente executou varios integrantes do Clã Rotela no presidio de San Pedro e na penitenciária da capital do Paraguai.

Segundo os serviços de inteligência policial manifesta que o PCC se instalou no Paraguai onde criou um grupo paralelo ao grupo brasileiro e atua nas mesmas formas que a facção brasileira, os documentos demonstram claramente a classificações dos líderes com números de telefones e as funções e atribuições de cada integrante da facção criminosa no Paraguai, nos documentos também foram identificadas os novos integrantes batizados nos presídios paraguaios situados em varias partes do país.

Fonte: http://poranews.com



Buscador
Lo Ultimo